14. September – 02. November 2017

Marcelo Jácome Pipas

MARCELO JÁCOME nasceu em 1980 no Rio de Janeiro, cidade onde vive e trabalha.
Arquiteto e urbanista, graudou-se em 2005 pela Universidade Santa Úrsula, tendo iniciado sua formação em arte em 2001, com nomes proeminentes da cena artística brasileira como Iole de Freitas, Glória Ferreira e outros.
Utilizando-se de um repertório material proveniente de um contexto urbano/popular com o qual se relaciona, Marcelo permeia, em sua pesquisa, questões relacionadas ao conceito de espaço-tempo, o que lhe possibilita trabalhar sobre a ideia da pintura expandida, problematizada a partir de objetos-es- cultóricos e de instalações de caráter participativo, que tomam forma a partir das relações entre o bidi- mensional e o tridimensional, lugar e vazio, dentro e fora, dissolução da forma e autonomia da cor.

MARCELO JÁCOME nasceu em 1980 no Rio de Janeiro, cidade onde vive e trabalha.Arquiteto e urbanista, graudou-se em 2005 pela Universidade Santa Úrsula, tendo iniciado sua formação em arte em 2001, com nomes proeminentes da cena artística brasileira como Iole de Freitas, Glória Ferreira e outros.


Utilizando-se de um repertório material proveniente de um contexto urbano/popular com o qual se relaciona, Marcelo permeia, em sua pesquisa, questões relacionadas ao conceito de espaço-tempo, o que lhe possibilita trabalhar sobre a ideia da pintura expandida, problematizada a partir de objetos-es- cultóricos e de instalações de caráter participativo, que tomam forma a partir das relações entre o bidi- mensional e o tridimensional, lugar e vazio, dentro e fora, dissolução da forma e autonomia da cor.

MARCELO JÁCOME nasceu em 1980 no Rio de Janeiro, cidade onde vive e trabalha.Arquiteto e urbanista, graudou-se em 2005 pela Universidade Santa Úrsula, tendo iniciado sua formação em arte em 2001, com nomes proeminentes da cena artística brasileira como Iole de Freitas, Glória Ferreira e outros.Utilizando-se de um repertório material proveniente de um contexto urbano/popular com o qual se relaciona, Marcelo permeia, em sua pesquisa, questões relacionadas ao conceito de espaço-tempo, o que lhe possibilita trabalhar sobre a ideia da pintura expandida, problematizada a partir de objetos-es- cultóricos e de instalações de caráter participativo, que tomam forma a partir das relações entre o bidi- mensional e o tridimensional, lugar e vazio, dentro e fora, dissolução da forma e autonomia da cor.